Milhares de ovinos e caprinos abatidos na Bulgária

Milhares de ovinos e caprinos abatidos na Bulgária
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os criadores de gado da Bulgária estão revoltados pelo abate de milhares de ovinos e caprinos devido a um surto de peste no país. Questionam a decisão das autoridades e queixam-se das magras compensações finaceiras que vão receber.

PUBLICIDADE

Na Bulgária, o abate de milhares de ovinos e caprinos, na região montanhosa de Strandjal, devido ao surto de peste, está a deixar os criadores de gado em cólera.

Na semana passada, milhares manifestaram-se em Sofia, após o bloqueio de algumas quintas.

O professor de Economia, Vladimir Pavlov, um dos organizadores dos protestos explicou à Euronews: "Nós bloqueámos as quintas. É a nossa guerra contra a administração. Parámos temporariamente durante oito dias. Ontem começaram a matar animais numa aldeia. Tínhamos conseguido pará-los durante oito dias e ontem recomeçaram",

Os agricultores questionam-se se o abate não poderia ter sido evitado, referindo que muitos animais foram abatidos antes do resultado dos testes. A veterinária, Maria Ivanova, esclarece os procedimentos: "Recomenda-se observar os animais, tirar amostras de sangue regularmente, monitorar a cada duas semanas se eles mostram sinais clínicos. Se ocorrerem sinais clínicos, é preciso responder. Aqui, foi decidido matar esses animais."

Cerca de 4.000 ovelhas e cabras foram sacrificadas até agora nas regiões do sul dos distritos de Burgas e Yambol devido ao surto de peste bovina e ovina. Os agricultores receberão uma ajuda financeira que consideram insuficiente.

Agência de Segurança Alimentar da Bulgária (BFSA) reconhece que as perdas são severas, mas insiste que é preciso proteger os 1,3 milhões de animais que existem no país.

Partilhe esta notíciaComentários