Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

A nova política migratória do governo alemão

A nova política migratória do governo alemão
Tamanho do texto Aa Aa

A questão das migrações continua a marcar a agenda europeia e a revelar as fraturas da Europa, apesar do acordo europeu de junho para reforçar o controlo das fronteiras e a repatriação dos refugiados que não obtiveram direito de asilo.

A Itália adotou políticas migratórias restritivas à semelhança dos países da Europa de leste. Mais surpreendente, a Alemanha, que após uma política de braços abertos, muda de tática. Sob a pressão dos aliados políticos da Baviera, Angela Merkel cedeu e aceitou combater a imigração ilegal e facilitar as expulsões.

Nesta edição de Insiders, vamos até ao estado alemão da Baviera, que recebeu um elevado número de imigrantes em 2015. A partir de agosto, a fronteira entre a Alemanha e a Áustria passará ser controlada por um novo dispositivo policial. Foram implementados centros de trânsito, no sul da Alemanha, para tratar os pedidos de asilo mais rapidamente e expulsar os candidatos que não sejam aceites. Apesar de algumas medidas terem suscitado polémica, as sondagens mostram que a maioria dos alemães é favorável a uma política migratória mais restritiva.

Nesta edição de Insiders, Hans von der Brelie realizou uma reportagem sobre as mudanças no acolhimento dos requerentes de asilo na Alemanha e Sophie Claudet entrevistou um perito em políticas migratórias europeias.