Última hora

A procissão dos caixões

Procissão em Santa Marta de Ribarteme, Galiza, com pessoas em caixões
Procissão em Santa Marta de Ribarteme, Galiza, com pessoas em caixões
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Estão vivos, mas vão dentro de caixões.

É assim a tradição na romaria de Santa Marta de Ribarteme, na Galiza.

Os cristãos que passaram por experiências de quase morte ou vêm pedir a cura para uma doença grave participam nesta procissão de agradecimento a Santa Marta, figura bíblica invocada em causas urgentes ou impossíveis.

A sacristã de Santa Marta de Ribartema, Marta Dominguez, explica que "Muitas pessoas vêm à romaria de Santa Marta para fazer ofertas, pedir ou agradecer à Santa mas o que é conhecido da procissão são os caixões com pessoas no interior. As pessoas oferecem-se para ir ali deitadas, mas também podem carregar o caixão fechado e vazio. É algo que atrai a atenção, mas é uma romaria".

A primeira referência histórica a esta romaria data de mil e 700. Na altura os peregrinos foram convidados a fazer donativos para a reparação da igreja.

Desde então, milhares de pessoas juntam-se todos os anos nesta aldeia galega para participar na procissão.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.