Última hora
This content is not available in your region

Facebook deteta nova campanha de influência política

euronews_icons_loading
Facebook deteta nova campanha de influência política
Tamanho do texto Aa Aa

Uma nova campanha coordenada de influência política que visava as eleições do Congresso norte-americano, em novembro, foi identificada pelo Facebook.

O gigante das redes sociais removeu 32 páginas e contas do seu site e do Instagram, num esforço para combater o que acredita ser intromissão estrangeira.

A empresa disse que ainda não sabia quem estava por trás da criação das páginas.

Membros do Congresso, que foram informados pelo Facebook sobre o assunto, disseram que a metodologia da campanha de influência sugeria o envolvimento russo.

"O objetivo, para mim, é impedir a intervenção russa no nosso sistema eleitoral e o minar da democracia em geral. Não alcançámos esse objetivo," declarou o senador Lindsey Graham.

O Facebook e o fundador e administrador executivo, Mark Zuckerberg, estão na defensiva sobre as atividades de influência no site e a privacidade do utilizador. Nos últimos meses, a empresa tomou medidas para garantir aos legisladores dos EUA e da Europa que não há necessidade de regulamentação.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.