Última hora

Última hora

Especialistas temem cheias rápidas na Grécia

Especialistas temem cheias rápidas na Grécia
Tamanho do texto Aa Aa

Mati, considerado por muitos um paraíso, virou um inferno onde 91 pessoas perderam a vida. E o pesadelo pode ainda não ter acabado para os gregos.

"Há sempre a possibilidade de cheias rápidas e destruição destes obstáculos. Portanto, este é outro perigo. Por causa da topografia muito complexa desta área e da topografia muito inclinada para o mar, as águas podem chegar rapidamente", realça o responsável do Centro de Investigação para a Física Atmosférica e Climatologia da Academia de Atenas, Christos Zerefos.

O investigador salientou que as densas florestas de pinheiros da zona de Mati eram altamente inflamáveis e estavam demasiado próximas das casas.

O Departamento de Geologia e Geoambiental da Universidade de Atenas publicou o primeiro relatório científico com conclusões preliminares sobre os incêndios de 23 de Julho. O facto de o fogo se ter propagado rapidamente contribuiu para diminuir o tempo de reação e para aumentar o número de vítimas.

A população residente junto à praia terá sido alertada do incêndio pelos moradores que tinham fugido da parte ocidental de Mati e não pelas autoridades.