Homem amputado após lambidela de cão

Homem amputado após lambidela de cão
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Greg Manteufel foi amputado dos membros superiores e inferiores devido a uma infecção sanguínea rara, contraída através da lambidela de um cão. O norte-americano de 48 anos, do Wisconsin (EUA), é uma das poucas pessoas a desenvolver a doença por causa da bactéria Capnocytophaga.

PUBLICIDADE

Greg Manteufel foi amputado dos membros superiores e inferiores devido a uma infecção sanguínea rara, contraída através da lambidela de um cão.

O norte-americano de 48 anos, do Wisconsin (EUA), é uma das poucas pessoas a desenvolver a doença por causa da bactéria Capnocytophaga, transmitida pela saliva do animal.

"Ele provavelmente esteve em contacto com oito cães, incluindo o meu. Já perguntei se poderia ser feito um exame ao nosso cão ou se há uma maneira de perceber porque é que causou isto, se esta bactéria é natural em todos os cães e se é algo que não os prejudica", disse Dawn Manteufel, esposa do doente.

A bactéria provocou a descida da pressão sanguínea, diminuindo, drasticamente, a circulação nas extremidades do corpo.

Transmitida por cães e gatos, a bactéria é geralmente inofensiva para os humanos, segundo a epidemiologista Silvia Munoz-Price.

"É mais provável que o dono de um animal de estimação morra num acidente de automóvel do que por contrair este tipo de infecção. Esta infecção é tão rara quanto isso", disse a médica que trata este doente.

Greg Manteufel está a receber fortes antibióticos por via intravenosa para evitar a formação de coágulos, que possam provocar novas lesões, mas é provável que tenha de ser submetido a mais operações.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Há bactérias capazes de sobreviver a uma viagem interplanetária"

Combater infeções protésicas com algas

Como ganhar a luta contra as bactérias multirresistentes?