Última hora

Última hora

Presidente turco acusa EUA de serem responsáveis pela queda da lira turca

Em leitura:

Presidente turco acusa EUA de serem responsáveis pela queda da lira turca

Presidente turco acusa EUA de serem responsáveis pela queda da lira turca
Tamanho do texto Aa Aa

Após o aperto de mãos em maio, o ambiente de concórdia entre os Estados Unidos e a Turquia durou pouco tempo.

Recep Tayyip Erdogan acusou os Estados Unidos de serem responsáveis pela queda da lira turca no mercado cambial.

"Atuam por um lado como parceiros estratégicos e, por outro, disparam contra o parceiro estratégico. Estamos juntos na NATO mas depois apunhalam o parceiro pelas costas. Isto será aceitável? O dinamismo económico turco é sólido, forte e vai continuar", garantiu o chefe de Estado da Turquia, durante um encontro com os embaixadores turcos, em Ancara.

Perda do poder de compra preocupa turcos

Mas, o discurso do presidente turco não convence toda a gente. Para a população, a crise é visível e os Estados Unidos estão em posição de força porque o dólar é a moeda de referência a nível internacional.

"Estamos a viver uma crise. O país enfrenta dificuldades porque a nossa dívida atinge milhões e milhões de dólares. Como estamos endividados em dólares, vai ser difícil pagar a dívida. É óbvio que estamos a viver uma crise", afirmou Haydar Akkaya, habitante de Istambul.

"Comparando com o ano passado, perdi 20 a 25 por cento do meu poder de compra. Quer queira quer não, tenho de encontrar um plano 'B' e devo dizer que não sei o que vou fazer", afirmou Huseyin Yigit, habitante de Istambul.

Pouco tempo depois de ter obtido em referendo um reforço dos poderes presidenciais, Recep Tayp Erdogan enfrenta a pior crise da economia turca das últimas décadas.