Última hora

Última hora

Rep. Democrática do congo combate Ébola com tratamento experimental

Em leitura:

Rep. Democrática do congo combate Ébola com tratamento experimental

Rep. Democrática do congo combate Ébola com tratamento experimental
Tamanho do texto Aa Aa

A República Democrática do Congo começou a administrar um tratamento experimental em algumas pessoas infetadas com o vírus Ébola.

De acordo com as autoridades locais de saúde, esta é a primeira vez que este tratamento é utilizado contra um surto ativo.

A doença surgiu, em julho, na região de Kivu do Norte, no nordeste do país, uma zona de conflitos com mais de uma centena de grupos armados."O que estamos a pedir à comunidade internacional é ajuda para garantir o acesso às áreas inacessíveis. Pedimos, também, às partes em conflito para que cessem as hostilidades porque o vírus é perigoso para todos", afirma o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Esta terça-feira, as autoridades anunciaram o primeiro caso do surto de Ébola na província de Ituri, vizinha de Kivu do Norte. O objetivo, agora, é evitar que a doença se propague aos grandes centros urbanos.

O chefe das Operações de Emergência da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, Florent Del Pinto conta que "estamos, também, a tentar aumentar a nossa presença em todas as áreas, quando podemos, e tentar, de facto, responder à escala para isto e evitar propagações potencialmente maiores em centros urbanos como Goma, porque isso seria, também, um fator agravante. "

A UNICEF anunciou ter enviado 90 toneladas de ajuda adicional para a República Democrática do Congo para enfrentar o novo surto de Ébola.

Segundo as estatísticas da Organização Mundial de Saúde, esta nova epidemia matou já mais de 40 pessoas.