Governo húngaro quer o fim dos programas de Estudos de Género

Governo húngaro quer o fim dos programas de Estudos de Género
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Medida vai ser debatida no final deste mês de agosto.

PUBLICIDADE

O Governo húngaro quer por fim aos programas de mestrado em Estudos de Género nas universidades magiares. A medida deverá ser aplicada a partir de 2019.

Dois caminhos poderão levar à extinção dos programas nas universidades: através do fim do financiamento da parte do ministério de Educação ou com a revogação da licença do título universitário em causa. A decisão final será tomada no fim deste mês de agosto.

A professora Andrea Pató, da Universidade Central Europeia, explicou à Euronews que a decisão pode ter consequências para as bolsas do programa Erasmus.

"Muitos estudantes vêm para cá com a bolsa Erasmus e temos mesmo dois programas Erasmus Plus, em cooperação com outras universidades europeias. Se deixarmos de ter o programa de Estudos de Género, esta bolsa, financiada pela União Europeia, deixa de existir."

Para além da Universidade Central Europeia, instituição privada, também a Universidade Eotvos Lorand, pública, tem programas de Mestrado em Estudos de Género.

Contactado pela Euronews, o Governo h´ungaro mostrou-se indisponível para explicar os motivos da iniciativa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bruxelas acusa Hungria de violar lei do asilo

Hungria considera pacto da ONU sobre migração tendencioso

Hungria recebe líderes europeus