Última hora

Última hora

Governo húngaro quer o fim dos programas de Estudos de Género

Em leitura:

Governo húngaro quer o fim dos programas de Estudos de Género

Governo húngaro quer o fim dos programas de Estudos de Género
Tamanho do texto Aa Aa

O Governo húngaro quer por fim aos programas de mestrado em Estudos de Género nas universidades magiares. A medida deverá ser aplicada a partir de 2019.

Dois caminhos poderão levar à extinção dos programas nas universidades: através do fim do financiamento da parte do ministério de Educação ou com a revogação da licença do título universitário em causa. A decisão final será tomada no fim deste mês de agosto.

A professora Andrea Pató, da Universidade Central Europeia, explicou à Euronews que a decisão pode ter consequências para as bolsas do programa Erasmus.

"Muitos estudantes vêm para cá com a bolsa Erasmus e temos mesmo dois programas Erasmus Plus, em cooperação com outras universidades europeias. Se deixarmos de ter o programa de Estudos de Género, esta bolsa, financiada pela União Europeia, deixa de existir."

Para além da Universidade Central Europeia, instituição privada, também a Universidade Eotvos Lorand, pública, tem programas de Mestrado em Estudos de Género.

Contactado pela Euronews, o Governo h´ungaro mostrou-se indisponível para explicar os motivos da iniciativa.