Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Governo húngaro quer o fim dos programas de Estudos de Género

Governo húngaro quer o fim dos programas de Estudos de Género
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Governo húngaro quer por fim aos programas de mestrado em Estudos de Género nas universidades magiares. A medida deverá ser aplicada a partir de 2019.

Dois caminhos poderão levar à extinção dos programas nas universidades: através do fim do financiamento da parte do ministério de Educação ou com a revogação da licença do título universitário em causa. A decisão final será tomada no fim deste mês de agosto.

A professora Andrea Pató, da Universidade Central Europeia, explicou à Euronews que a decisão pode ter consequências para as bolsas do programa Erasmus.

"Muitos estudantes vêm para cá com a bolsa Erasmus e temos mesmo dois programas Erasmus Plus, em cooperação com outras universidades europeias. Se deixarmos de ter o programa de Estudos de Género, esta bolsa, financiada pela União Europeia, deixa de existir."

Para além da Universidade Central Europeia, instituição privada, também a Universidade Eotvos Lorand, pública, tem programas de Mestrado em Estudos de Género.

Contactado pela Euronews, o Governo h´ungaro mostrou-se indisponível para explicar os motivos da iniciativa.