Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Nível de água do Danúbio está tão baixo que afeta a economia em Budapeste

Nível de água do Danúbio está tão baixo que afeta a economia em Budapeste
Direitos de autor
REUTERS
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O rio Danúbio é uma porta de entrada para grande parte da economia de Budapeste.

O nível das águas do rio tem baixado nas últimas semanas. Estão cerca de 50% mais baixas do que o normal. O fenómeno, não raro, até porque recorde é de 50cm, está a afetar todo o tráfego fluvial e, consequentemente, a economia da cidade.

Todos os dias atracam, no porto de Budapeste, navios de mercadoria e comérico ou até mesmo navios de cruzeiro que movem milhares de pessoas de todo o mundo. Com o nivel das águas tão baixo, as grandes embarcações estão impossibilitadas de ali chegar, o que faz com que todo o trafego normal fique reduzido. O comércio tem de arranjar alternativas e o turismo sente um abalo.

Os especialistas acreditam que o valor deverá subir nos próximos dias, devido à chuva que cai na Alemanha e na Áustria, dois dos onze países que o rio Danúbio, o segundo maior da Europa, atravessa.

reuters

Sobre o Danúbio

É o segundo maior rio do continente europeu. Tem entre 2845 e 2888 km de extensão, atravessa o continente de oeste a leste, desde a Floresta Negra (Alemanha), onde nasce, até desaguar no mar Negro, na Roménia. Atravessa dez países: Alemanha, Áustria, Eslováquia, Hungria, Croácia, Sérvia, Bulgária, Roménia, Moldávia e Ucrânia.

REUTERS