EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ryanair chega a acordo com pilotos italianos

Ryanair chega a acordo com pilotos italianos
Direitos de autor Reuters
Direitos de autor Reuters
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A transportadora aérea diz querer alcançar compromisso também com os profissionais do Reino Unido, da Alemanha e de Espanha

PUBLICIDADE

O sindicato italiano admitiu, esta terça-feira, que a maioria dos seus pilotos aprovou o acordo de trabalho proposto pela Ryanair, acordo que a empresa elaborou para responder às exigências que os profissionais impuseram.

"É com muito agrado que acolhemos este primeiro CCT com os nossos pilotos italianos e esperamos poder encerrar em breve um acordo semelhante que cubra os nossos pilotos irlandeses", afirma o administrador Eddie Wilson, responsável pela setor laboral da empresa.

O compromisso feito com os pilotos italianos chega uma semana depois do acordo que a Ryanair fez com os pilotos "da casa", os irlandeses. Acordo que ainda não foi oficializado.

A Ryanair anunciou também, em comunicado, que está pronta a chegar a mais acordos com outros sindicatos. 

"Convidámos os sindicatos que representam os nossos pilotos no Reino Unido, Alemanha e Espanha para reuniões nos próximos dias para que possamos negociar e poder chegar a acordos semelhantes para CCT nestes mercados tão relevantes para a Ryanair. Estes acordos revelam o progresso real que está a ser levado a cabo pela Ryanair nas negociações com os seus pilotos e respetivos sindicatos em vários mercados europeus", lê-se em comunicado. 

A companhia aérea sofreu a maior greve de sempre, tanto de pilotos como de pessoal de cabine, durante o verão. As greves resultaram em centenas de voos cancelados em toda a Europa e, consequentemente, millhares de euros em prejuízos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ryanair cancela 190 voos

Tripulação de cabine da Ryanair recusa oferta para cancelar greve

Pilotos da Alemanha e da Holanda juntam-se à greve da Ryanair