Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Êxodo venezuelano justifica ajuda humanitária da UE à América Latina

Êxodo venezuelano justifica ajuda humanitária da UE à América Latina
Tamanho do texto Aa Aa

35 milhões de euros para ajudar a América Latina a lidar com o êxodo dos venezuelanos que fogem da crise no país. O primeiro-ministro espanhol confirmou, quinta-feira, a aprovação pela União Europeia (UE) do valor para ajuda humanitária.

Pedro Sánchez fez o anúncio após o encontro com o Presidente da Colômbia, Iván Duque, por ocasião da visita oficial que realizou a Bogotá, como parte de uma viagem por quatro países latino-americanos.

"Foi acordado que haverá 35 milhões de euros que a União Europeia colocará à disposição da região latino-americana para enfrentar esta crise migratória, que está afetando não só a Colômbia, mas principalmente a Colômbia, como consequência do êxodo venezuelano", afirmou o primeiro-ministro de Espanha, Pedro Sánchez.

Posteriormente, o chefe do governo espanhol, viajou até à Costa Rica, onde, em San José, se encontrou com o Presidente Carlos Alvarado.

A eficácia da cooperação internacional para as políticas de desenvolvimento e ambientais da Costa Rica e a defesa dos direitos humanos fizeram parte do encontro, informou o Governo da Costa Rica.

A Costa Rica foi o último país da viagem de Pedro Sanchez pela América Latina, um périplo em que também visitou Chile, Bolívia e Colômbia.