Acordo à vista na guerra das vieiras

Acordo à vista na guerra das vieiras
De  Luis Guita
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Negociadores britânicos e franceses chegaram a um princípio de acordo. Os pescadores britânicos ficarão sujeitos às restrições a que os seus homólogos franceses já estão vinculados.

PUBLICIDADE

Depois dos confrontos violentos entre frotas de pesca rivais, no Canal da Mancha, sobre a apanha de vieiras, negociadores britânicos e franceses chegaram a um acordo, quarta-feira.

Após quase cinco horas de negociações, em Londres, representantes da indústria pesqueira informaram que tinha sido alcançado um princípio de acordo.

"A situação esteve bloqueada, mas conseguimos desbloquear e, embora haja harmonia, queremos acima de tudo ter uma gestão comum do "stock" de vieiras no Canal da Mancha," informou o presidente do Comité Nacional de Pescas Marítimas, de França, Gérard Romiti.

O acordo fará com que os pescadores britânicos observem as restrições a que os seus homólogos franceses já estão vinculados.

Os regulamentos permitem que os barcos britânicos pesquem na Baía de Seine, uma área rica em vieiras na costa da Normandia, durante todo o ano.

Mas os pescadores franceses estão proibidos de tirar vieiras da área entre 15 de maio e 1 de outubro para preservar os "stocks".

Os negociadores esperam chegar a um acordo final quando se encontrarem novamente em Paris, sexta-feira.

Na semana passada, cerca de 40 barcos franceses entraram em confronto com cinco embarcações do Reino Unido na costa do norte da França.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velha guarda do rock em peso na abertura da Gibson Garage

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

Agricultores franceses mantêm protestos apesar de novas medidas do governo