Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Jair Bolsonaro em boas condições clínicas

Apoiantes de Bolsonaro junto ao hospital onde o candidato foi internado
Apoiantes de Bolsonaro junto ao hospital onde o candidato foi internado -
Direitos de autor
REUTERS/NACHO DOCE -
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Jair Bolsonaro está consciente e em boas condições clínicas. A informação foi divulgada pelo hospital Albert Einstein, em São Paulo, para onde o candidato à presidência do Brasil foi transferido esta sexta-feira.

Depois de 17 horas internado numa clínica de Juiz de Fora, em Minas Gerais, o deputado federal foi transportado de avião privado para o aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Depois de helicóptero para o Palácio dos Bandeirantes, a sede do governo paulista e finalmente de ambulância para o hospital onde, segundo os médicos, deverá ficar internado cerca de dez dias.

Bolsonaro já comunicou com os apoiantes através das redes sociais. Garante que está bem e em recuperação.

Agradeceu a Deus, à esposa, aos filhos e aos médicos que cuidam dele e que segundo o candidato, são essenciais a que possa continuar aqui na terra.

Jair Bolsonaro foi esfaqueado na quinta-feira durante uma ação de campanha em Juiz de Fora, em Minas Gerais. Sofreu uma hemorragia interna, foi operado e está a recuperar.

O homem que o atacou tem 40 anos e foi detido instantes depois da agressão. Adélio Bispo de Oliveira diz que foi Deus que o mandou atacar o candidato e arrisca-se agora a uma pena de três a dez de prisão.

A um mês das eleições presidenciais, Bolsonaro lidera as sondagens se excluirmos o antigo presidente Lula da Silva, que está preso e impedido de participar na corrida.

O antigo capitão militar concorre pelo Partido Social Liberal, de direita, e tem como bandeiras da campanha o combate ao crime e à corrupção no Brasil. Propõe-se ser a mão forte que vai retirar o Brasil do caos onde diz que o país está mergulhado.