Última hora

Última hora

Sem Lula, Bolsonaro à frente na primeira volta

Em leitura:

Sem Lula, Bolsonaro à frente na primeira volta

Sem Lula, Bolsonaro à frente na primeira volta
Tamanho do texto Aa Aa

No Brasil, o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística - IBOPE - publicou as primeiras sondagens relativas às eleições presidenciais de outubro, depois do Tribunal Superior Eleitoral, a instância jurídica máxima da chamada Justiça Eleitoral brasileira, ter rejeitado a candidatura de Luíz Inácio Lula da Silva pelo Partido dos Trabalhadores.

Jair Bolsonaro, o candidato da direita populista do Partido Social Liberal reúne, de acordo com o Ibope, 22% das intenções de voto e sobe dois pontos em relação à última sondagem publicada.

Ciro Gomes, do Partido Democrático Trabalhista, recolhe 12% das intenções. O antigo ministro da Integração Nacional (2003-2006) durante o primeiro Governo Lula sobre três pontos e empata com Marina Silva, a candidata ecologista.

Mas a candidata partido Rede Sustentabilidade mantém o resultado da última sondagem.

Geraldo Alckmin, do Partido da Social Democracia Brasileira, consegue 9% dos votos e sobre assim dois pontos.

O representante "tucano," como são conhecidos os membros do PSDB pertence à maior coligação político-partidária na corrida.

O antigo presidente da Câmara Municipal de São Paulo e muito provável substituto de Lula da Silva na candidatura do Partido dos Trabalhadores às presidenciais, Fernando Haddad, mostra que o PT tem muito mais dificuldade en conseguir a vitória sem o antigo presidente.

Haddad é sexto nas intenções de voto e recolher 6%, subindo, ainda assim, também dois pontos quando comparado com os resultados da última sondagem. Apesar da liderança numa primeira volta, Jair Bolsonaro perderia na segunda volta contra todos os principais candidatos.

Bolsonaro perde na segunda volta

De acordo com a sondagem do Ibope, realizada para o jornal Estado de São Paulo e para TV Globo, Bolsonaro perderia contra Ciro Gomes, por 44%-33%, contra Marina Silva, por 43% a 33% e contra Geraldo Alckmin, 41% a 32%.

Dos entrevistados, 20% declararam a intenção de anular ou votar em branco; 7% disseram não saber ou preferiram não declarar.

O levantamento do Ibope ouviu 2.002 eleitores, em 142 municípios, entre os dias 1º e 3 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Na sondagem anterior, divulgada dia 20 de agosto, Jair Bolsonaro (PSL) tinha 18%. Marina Silva, candidata da Rede, 6% das intenções; Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), 5% cada um.

As eleições presidenciais brasileiras, a ter lugar nos próximos dias sete e 28 de outubro, são consideradas como das mais imprevisíveis desde que o páis latino-americano voltou ao sistema democrático.