Última hora

Última hora

ONU insiste: Lula deve poder participar nas eleições

Em leitura:

ONU insiste: Lula deve poder participar nas eleições

ONU insiste: Lula deve poder participar nas eleições
Tamanho do texto Aa Aa

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos disse, mais uma vez, que o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Luiz Inácio Lula da Silva, deve poder concorrer às eleições presidenciais de outubro.

As Nações Unidas dizem que Brasília deve cumprir a recomendação e assegurar a candidatura do antigo presidente brasileiro, que cumpre uma pena de 12 anos em Curitiba por corrupção e lavagem de dinheiro.

O documento da ONU, dado a conhecer pelos media brasileiros esta segunda-feira, é uma reação ao pedido da defesa de Lula da Silva, que defende que a decisão é "obrigatória e vinculante."

Em agosto, o Alto Comissariado já se tinha manifestado, definindo que o antigo presidente deveria ter todos os direitos assegurados, incluindo o livre acesso à imprensa e membros do seu partido político.

Para o Alto Comissariado, Lula deve ter o direito a participar no processo até que estejam esgotados todos os recursos da sua condenação.

Defesa não desiste

Os advogados de Lula dizem que não vão desistir, mas a Justiça eleitoral avisou que o PT tem até às 19 horas locais de segunda-feira para apresentar um novo candidato.

Falta menos de um mês para as presidenciais mais imprevisíveis desde que o Brasil voltou à democracia, em 1985.

O recente ataque com arma branca de que foi vítima o candidato populista Jair Bolsonaro não parece ter tido o efeito que alguns esperavam.

A Datafolha refere 24% por cento de intenções de voto e uma derrota na segunda volta frente a todos os candidatos. Tinha 22% antes do incidente.

O provável candidato do PT, substituto de Lula, Fernando Haddad, conta com apenas 9% das intenções de voto.