Última hora

Última hora

Rejeitada proposta de santuário para baleias

Em leitura:

Rejeitada proposta de santuário para baleias

Rejeitada proposta de santuário para baleias
Tamanho do texto Aa Aa

Falhou a proposta de criação de um santuário de baleias no Atlântico Sul na Comissão Baleeira Internacional, a CBI, com os opositores a defenderem que a ciência não tem provas de que tal seja necessário e porque não existe caça comercial às baleias naquela região.

A medida foi apoiada por 39 países, mas 25 opuseram-se à ideia, que precisava de uma maioria qualificada para passar.

Para os defensores do santuário, a medida iria permitir a proteção de baleias de várias ameaças para além da caça, como a poluição marítima e os problemas causados pelo aquecimento global.

O encontro ficou marcado por fortes divisões. Se alguns países acreditam que a caça às baleias pode ser feita de forma sustentável, outros defendem que foram ultrapassados os limites e que é necessário proteger as espécies.

Foi em 1986 que a CBI baniu a caça comercial às baleias, mas o Japão deseja que volte a ser autorizada dentro de certos limites. Tanto o Japão, a Noruega ou a Islândia continuam a caçar os animais.

O encontro da Comissão Baleeira Internacional começou na segunda-feira na cidade brasileira de Florianópolis (sul), com uma reunião com representantes de 80 países, onde se confrontaram os defensores da flexibilização da moratória da caça às baleias e os que pretendem manter a moratória.

O Brasil defende há anos a criação de um santuário para os cetáceos no Atlântico, sem grande êxito.