Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Trump aplica novas taxas aduaneiras à China

Trump aplica novas taxas aduaneiras à China
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O que é prometido é devido mas apenas quando os mercados encerrarem. Donald Trump cumpriu e na segunda-feira e aplicou taxas adicionais às importações chinesas

"Vão ver a China, hoje, logo depois de os mercados encerrarem vamos anunciar uma coisa. E vai ser imenso dinheiro a entrar nos cofres dos Estados Unidos da América. Muito dinheiro a entrar mas... vão ver que o que estamos a fazer é o mais correto, logo depois do encerramento os negócios, quando os mercados fecharem", anunciou o presidente norte-americano.

As taxas equivalem a 170 mil milhões de euros e vão ser aplicadas sobre um vasto leque de produtos, incluindo eletrónica, malas e arroz.

Trata-se uma nova vaga de taxas depois das já aplicadas no valor de 43 mil milhões de euros. Estas entram em vigor 24 de setembro a 10 % e depois vão até aos 25 % no início de 2019.

Aguardam-se agora medidas de retaliação por parte de Pequim mas Trump já avisou que, caso isso aconteça, está preparado para aplicar taxas a todos os produtos chineses.

Pequim reagiu. Anunciou que Washington não deixa alternativa senão uma resposta idêntica apesar de considerar que as conversações são a única via para uma solução.