Última hora

Última hora

Alemanha discute abusos sexuais na Igreja Católica

Em leitura:

Alemanha discute abusos sexuais na Igreja Católica

Alemanha discute abusos sexuais na Igreja Católica
Tamanho do texto Aa Aa

Em Fulda, no estado de Hesse, começa esta terça-feira a Conferência Episcopal Alemã.

O encontro vai ser marcado pelo estudo exaustivo sobre abusos sexuais na Igreja Católica da Alemanha. Segundo o estudo, que foi destaque este mês na imprensa do país, pelo menos 3.677 crianças foram vítimas de abuso sexual por 1.670 clérigos. A maioria das vítimas tinha menos de 13 anos.

Para Matthias Katsch, presidente da associação de vítimas "Eckiger Tisch, estes números ficam muito aquém da realidade.

“Penso que conhecemos apenas o topo do iceberg e é por isso que é tão importante enviar investigadores independentes para os arquivos”.

(...)

Temos visto entretanto, através dos muitos relatórios também de outros países, que foi uma forma sistemática de agir e que o Vaticano participou. Há milhares de arquivos de todo o mundo sobre casos de abuso. Cerca de 5.000 nomes de abusadores são conhecidos, mas apenas pelos responsáveis do Vaticano. Não são conhecidos pelas autoridades judiciárias dos países envolvidos. É importante que todo este sistema seja travado. Os arquivos do Vaticano devem ser públicos".

O Papa Francisco convocou para fevereio um encontro com bispos de todo o mundo para discutir a prevenção do abuso sexual e a proteção de menores.