Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Brexit: Jeremy Corbyn admite eleições ou novo referendo

Brexit: Jeremy Corbyn admite eleições ou novo referendo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No Reino Unido, o líder trabalhista reitera que o seu partido tentará forçar uma eleição legislativa para evitar um Brexit sem acordo. Jeremy Corbyn disse, na conferência anual do Labour, que todas as opções permanecem na mesa - eleições ou referendo.

"É inconcebível, inconcebível que tenhamos que sair da Europa sem um acordo. Seria um desastre nacional. É por isso que se o parlamento anula o acordo Tory, ou se o governo não chegar a nenhum acordo, vamos pressionar para a eleição legislativa".

Corbyn considera que as negociações do Brexit, levadas a cabo por Theresa May, são um desastre, mas admite apoiar o governo se ela alcançar um acordo em que o Reino Unido beneficie do mercado único e da união aduaneira.

"Se houver um acordo que inclua uma união aduaneira e nenhuma fronteira rígida na Irlanda, se ele proteger os empregos, os direitos dos trabalhadores e os padrões ambientais e de consumo, apoiaremos esse acordo sensato; um acordo que seria apoiado pela maioria dos empresários e dos sindicatos. Mas se não houver esse acordo, há que contar com um partido que pode e vai resolver isso."

Corbyn vai poder explicar a sua visão do Brexit ao negociador da União Europeia, Michel Barnier, no encontro previsto esta quinta-feira.