Última hora

Última hora

A homenagem de Bruxelas em memória de Jo Cox

Em leitura:

A homenagem de Bruxelas em memória de Jo Cox

A homenagem de Bruxelas em memória de Jo Cox
Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Bruxelas homenageou esta quarta-feira Jo Cox, ao rebatizar uma das suas praças com o nome da deputada britânica assassinada em 2016 por um radical de extrema direita em Birstall (Reino Unido).

A capital belga foi a casa de Jo Cox durante dois anos, enquanto esta trabalhava como assistente da deputada no Parlamento Europeu Glenys Kinnock, antes de ser eleita para o parlamento britânico.

Aos 41 anos e mãe de dois filhos, Cox era considerada então um dos novos valores do Partido Trabalhista e destacava-se pela defesa das minorias. Acabou por ser a vítima de Thomas Mair, um ultranacionalista de 52 anos que terá gritado "A Grã-Bretanha primeiro" antes de a assassinar.

O gesto de Bruxelas foi saudado no Twitter por Stephen Kinnock, atualmente deputado do parlamento britânico e filho de Glenys, para quem Jo Cox havia trabalhado. Stephen Kinnock agradeceu a Bruxelas e lembrou o amor de Jo pela cidade belga.

Esta é a mais recente homenagem à antiga deputada, depois de o Parlamento em Londres ter descerrado uma placa em sua memória e de uma rua na cidade francesa de Avalon ter sido também rebatizada com o nome de Jo Cox.

O tributo de Bruxelas faz também parte de um esforço da cidade por maior igualdade entre homens e mulheres nas ruas da capital.