Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Catalunha: Independentistas assinalam aniversário do referendo com protestos

Catalunha: Independentistas assinalam aniversário do referendo com protestos
Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos dos independentistas estão a paralisar uma boa parte da Catalunha, no dia em que se assinala o primeiro aniversário do referendo pela independência levado a cabo pelo governo independentista de Carles Puigdemont.

Cortes de estradas e auto-estradas, bloqueio de vias de camiho de ferro e de entradas de alguns bancos em Barcelona foram, uma vez mais, as ações escolhidas para reclamar a independência por centenas de ativistas.

A estação de caminho-de-ferro de Girona está paralisada. Os comboios de alta velocidade entre a Espanha e a França não criculam. A auto-estrada que percorre a costa mediterrânica de norte a sul também foi cortada em Tarragona.

Numa cerimónia em Girona, no sítio onde estava a assembleia de voto onde Puigdemont deveria votar há um ano, o presidente do governo regional, Quim Torra declarou:

"Sabíamos que o 1 de Outubro seria a semente de qualquer coisa e foi a semente constituinte da república catalã. Tudo começou a 1 de Outubro e tudo volta a 1 de Outubro".

No dia 1 de Outubro de 2017, o governo da Catalunha organizou o referendo pela independència. Madrid enviou a polícia nacional e interrompeu o voto. O referendo foi declarado ilegal pela justiça.

Hoje o lema dos protestos é: "Não esqueço, nem perdoo".