Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

"Escócia tem justificação para sair do Reino Unido"

"Escócia tem justificação para sair do Reino Unido"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A.C. (Anthony Clifford) Grayling é um dos filósofos britânicos mais conhecidos da atualidade. Em entrevista à Euronews, o também escritor e professor universitário falou sobre o Brexit, algo que o tem perturbado nos últimos dois anos. Mas será que o Reino Unido não foi sempre um estado membro relutante?

A.C. Grayling: Não, penso que não. Diria que a maioria das pessoas tem afinidade com o projecto da União Europeia e sabem que tem falhas, problemas e dificuldades, mas qualquer grande obra imaginativa como é a União Europeia, é claro que vai demorar muito tempo a ficar bem, devemos ser parte do projeto, não estar fora dele.

Meabh McMahon, Euronews: Mas não fica preocupado ao ver que os outros países seguiram o seu caminho, com exceção da Irlanda? Eles acham que o Brexit já aconteceu e estão focados nas eleições europeias de maio, do próximo ano.

Grayling: Até certo ponto, sim. Penso que o resto da Europa está dividida sobre o que vem a seguir. Os nossos parceiros europeus podem dizer que, em primeiro lugar, precisam de algumas garantias. Que o Reino Unido não vai voltar a destabilizar a União Europeia.

Euronews: Falemos ainda sobre a Escócia. Centenas de pessoas protestaram no último fim de semana em Edimburgo, a favor da independência. Em 2014, você era contra a independência? O que você pensa agora?

Grayling: De fato, em 2014, fazia parte do movimento que tentava manter o Reino Unido como está, mas agora acho que, se o Brexit acontecer, a Escócia deve sair. Eles gostariam de estar na União Europeia e têm justificação para sair.

Euronews: Muito obrigada por falar com a Euronews

Grayling: Foi um prazer.