A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Estádio de Lyon "sob ataque"

Estádio de Lyon "sob ataque"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo de terroristas armados invade o Estádio de Lyon, ataca os espetadores, provoca vários feridos e refugia-se no interior do recinto com reféns. Felizmente, tudo não passou de uma simulação para mostrar como respondem as autoridades francesas a situações de emergência.

O exercício foi realizado no âmbito da cimeira do G6 e contou com o olhar atento dos ministros do interior dos seis países com maior população da União Europeia. Contou com a participação de mais de 300 figurantes e 450 agentes de polícia e socorristas.

François Giret, Diretor de Operações da Gendarmeria, refere que "desde 2015 que trabalham de forma regular sobre a complementaridade das forças de segurança" e que "esta é a oportunidade para o fazer numa grande superfície".

O atentado à redação do Charlie Hebdo, em janeiro de 2015, levou as autoridades francesas a redobrar esforços de preparação para cenários extremos, seja em recintos desportivos, em escolas ou em fábricas. Por muitos esforços que se façam nesse sentido, nunca se está demasiado preparado.