Última hora

Última hora

Imagens de sistema de videovigilância mostram suspeito da morte de jornalista búlgara

Em leitura:

Imagens de sistema de videovigilância mostram suspeito da morte de jornalista búlgara

Imagens de sistema de videovigilância mostram suspeito da morte de jornalista búlgara
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades búlgaras divulgaram imagens de um sistema de videovigilância localizado perto do local da violação e homicídio da jornalista búlgara Viktoria Marinova. É possível ver um homem a fugir nas imagens e acredita-se que seja o suspeito Severin Krasimirov. Vivia perto do parque onde o corpo da jornalista foi encontrado.

Krasimirov, de 20 anos, foi detido na noite de terça-feira, na Alemanha. Um outro suspeito já tinha sido preso e libertado de de seguida, no dia anterior.

"O Procurador-Chefe, Sotir Tsatsarov, adiantou que nesta fase das investigações ainda não existem provas que este crime esteja relacionado com a atividade profissional da vítima. Mas reitera que a prisão do perpetrador não significa que vão deixar de lado a investigação de todas as hipóteses."

O primeiro-ministro búlgaro, Boyko Borissov, também já veio reagir condenando as "críticas precipitadas" e procura defender o seu governo relativamente à liberdade de imprensa. Embora o país tenha sido classificado como um dos mais perigosos da União Europeia para jornalistas, segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras.

Viktoria Marinova, de 30 anos era mãe de uma menina de 7 anos. Este homicídio reacende o debate sobre a liberdade de imprensa na Bulgária e as restrições impostas a jornalistas que fazem jornalismo de investigação.