This content is not available in your region

Imagens de sistema de videovigilância mostram suspeito da morte de jornalista búlgara

Access to the comments Comentários
De  Patricia Tavares
euronews_icons_loading
Imagens de sistema de videovigilância mostram suspeito da morte de jornalista búlgara

As autoridades búlgaras divulgaram imagens de um sistema de videovigilância localizado perto do local da violação e homicídio da jornalista búlgara Viktoria Marinova. É possível ver um homem a fugir nas imagens e acredita-se que seja o suspeito Severin Krasimirov. Vivia perto do parque onde o corpo da jornalista foi encontrado.

Krasimirov, de 20 anos, foi detido na noite de terça-feira, na Alemanha. Um outro suspeito já tinha sido preso e libertado de de seguida, no dia anterior.

"O Procurador-Chefe, Sotir Tsatsarov, adiantou que nesta fase das investigações ainda não existem provas que este crime esteja relacionado com a atividade profissional da vítima. Mas reitera que a prisão do perpetrador não significa que vão deixar de lado a investigação de todas as hipóteses."

O primeiro-ministro búlgaro, Boyko Borissov, também já veio reagir condenando as "críticas precipitadas" e procura defender o seu governo relativamente à liberdade de imprensa. Embora o país tenha sido classificado como um dos mais perigosos da União Europeia para jornalistas, segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras.

Viktoria Marinova, de 30 anos era mãe de uma menina de 7 anos. Este homicídio reacende o debate sobre a liberdade de imprensa na Bulgária e as restrições impostas a jornalistas que fazem jornalismo de investigação.