Última hora
This content is not available in your region

Tribunal turco decide futuro de pastor dos EUA

Tribunal turco decide futuro de pastor dos EUA
Tamanho do texto Aa Aa

Realiza-se esta sexta-feira a audiência crucial do pastor norte-americano que está no centro de uma grave crise entre Ancara e Washington. Detido por espionagem e acusações relacionadas com terrorismo, Andrew Brunson está há dois anos detido na Turquia.

Hoje comparece novamente perante um tribunal turco, sob fortes pressões dos Estados Unidos para a sua libertação. Oficiais turcos negam que haja um acordo para libertá-lo.

"As relações entre a Turquia e os Estados Unidos já estavam numa espiral descendente, mas isto tornou-se agora um ponto central. Levou a uma guerra comercial e contribuiu para uma situação próxima de uma crise económica aqui na Turquia. E se houver algum tipo de acordo em negociação, as pessoas dizem que estará relacionado com melhorias na economia. Muitas pessoas na Turquia vão acompanhar a par e passo para ver se ele é libertado e se as tensões e as sanções económicas são amenizadas aqui no país ", sublinha a correspondente da Reuters na Turquia, Emily Wither.

Por motivos de saúde, o pastor foi transferido para prisão domiciliária em julho. Andrew Brunson nega as acusações que lhe podem valer uma pena até 25 anos de prisão.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.