Última hora
This content is not available in your region

PT quer Bolsonaro fora da corrida presidencial

PT quer Bolsonaro fora da corrida presidencial
Tamanho do texto Aa Aa

Para Fernando Haddad não há dúvidas. O seu adversário é responsável pela alegada onda de "fake news" contra o PT e a retaliação não vai tardar:

"Reparação dos ataques que ele me fez via internet. Porque ele patrocinou com dinheiro sujo uma campanha de difamação. E isso não tem prazo para acabar. O montante de recursos envolvidos e o número de empresários envolvidos nesse complô é muito expressivo. Existem notícias de jornal que dão conta de 156 empresas contratadas com esse fim. A Folha de São Paulo apurou um único contrato de 12 milhões de reais. Você já imaginou a soma de todos os contratos? Despejados, ilegalmente, na campanha do deputado Bolsonaro.

É muito grave o que aconteceu. Todo o mundo sabia que na última semana do segundo turno aconteceu alguma coisa muito estranha. Estamos a falar de milhões e milhões e milhões de mensagens", afirmou aos jornalistas Haddad.

O líder do partido que apoia Jair Bolsonaro lança também graves acusações mas ao PT:

"É uma piada a gente assistir a uma fação criminosa travestida de partido político, chamada Partido dos Trabalhadores, falar em mentira, falar em "fake news". Falar em compra, gastando milhões em manipular a opinião pública. Quem sempre fez isso foi o PT", adiantou o presidente do PSL.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.