Última hora

Última hora

147 milhões de brasileiros decidem entre Bolsonaro e Haddad

Em leitura:

147 milhões de brasileiros decidem entre Bolsonaro e Haddad

147 milhões de brasileiros decidem entre Bolsonaro e Haddad
Tamanho do texto Aa Aa

Brasil avança para uma das mais importantes eleições presidenciais da sua história recente.

Nas sondagens, o candidato de extrema-direita, Jair Bolsonaro, viu a sua vantagem sobre seu rival de esquerda, Fernando Haddad, diminuir.

Mas Bolsonaro, candidato do PSL, ainda está oito pontos percentuais à frente de Haddad, candidato do PT.

Se Bolsonaro vencer, será o primeiro Presidente de extrema-direita no Brasil desde que a ditadura militar terminou em 1985.

Fernando Haddad diz que fez um convite aos democratas: "eu já convidei todos os democratas a estarem comigo. Todos sabem, publicamente e também privadamente. Convidei todos os democratas a estarem comigo porque sinto que o Bolsonaro é um grande risco institucional."

Haddad é candidato em substituição do popular ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - que foi impedido de concorrer após ser condenado a 12 anos de prisão por corrupção.

Antes do início da votação, Haddad continua esperançoso... mas tem de ganhar muito terreno para conseguir ultrapassar Bolsonaro na contagem final.

Enquanto isso, Bolsonaro continua determinado e procura votos jogando a carta do combate à corrupção.

"O que está em jogo não é a democracia, não. O que está em jogo é a perpetuação dessa máquina podre que nós temos aí, que vive da corrupção." declarou Bolsonaro.

Para alguns eleitores, é uma escolha simples de esquerda ou direita. Para outros, é uma dura batalha entre um partido político atingido por vários casos de corrupção e um político que alguns veem com grande preocupação afirmar-se como defensor da ditadura militar.

A decisão sobre o sucessor de Michel Temer como 38.º Presidente da República Federativa do Brasil está marcada para este domingo, onde 147 milhões de brasileiros irão às urnas exercer o seu voto.