Última hora

Última hora

Puigdemont quer independentistas unidos no 'Crida Nacional'

Em leitura:

Puigdemont quer independentistas unidos no 'Crida Nacional'

Puigdemont quer independentistas unidos no 'Crida Nacional'
Tamanho do texto Aa Aa

O 'Crida Nacional', o novo partido independentista da Catalunha criado por Carles Puigdemont, realizou a sua primeira convenção este sábado e o ex-presidente do governo regional catalão apelou à união dos separatistas.

Um ano depois da declaração unilateral de independência da Catalunha, Puigdemont garantiu numa intervenção por videoconferência desde a Bélgica que o novo movimento irá desaparecer assim que for concretizada a ambição independentista.

"Abrimos a porta a todos os que partilham a necessidade de avançar de forma sólida, firme e unida para o reconhecimento internacional da República Catalã", afirmou.

O pavilhão Nou Congost, em Barcelona, encheu para a reunião inaugural da organização, apesar das divisões entre os independentistas.

Antigos aliados do ex-presidente catalão apostam agora num discurso mais moderado e distanciaram-se do Crida Nacional.

"Há um ano decidimos que continuaríamos a lutar, quaisquer que fossem as condições e circunstâncias, e que nos comprometeríamos a construir um país melhor, uma República", disse ainda Carles Puigdemont.

O movimento conta ainda com o impulso de Jordi Sanchez, antigo líder da ERC e que está preso desde o ano passado, e com Quim Torra, o atual presidente do governo regional.