Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": Itália debaixo de fogo no Eurogrupo

Em leitura:

"Breves de Bruxelas": Itália debaixo de fogo no Eurogrupo

"Breves de Bruxelas": Itália debaixo de fogo no Eurogrupo
Tamanho do texto Aa Aa

O Eurogrupo vai opinar, segunda-feira, sobre o orçamento despesista para 2019 apresentado por Itália e chumbado pela Comissão Europeia na sua primeira avaliação.

De acordo com as regras, sempre que a Comissão Europeia emite um parecer sobre um plano orçamental, seja ele final ou intermédio, o mesmo tem de ser discutido no Eurogrupo, embora não seja expectável um debate sobre os passos a seguir, até porque Roma ainda tem até meados de novembro para apresentar um novo documento.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia diária estão, também, em destaque as seguintes notícias:

  • Ativistas formaram uma cadeia humana entre o Parlamento britânico e a residência oficial da primeira-ministra, Theresa May. O objetivo foi entregar uma carta que exige a proteção dos direitos de cidadania existentes, independentemente do resultado das negociações para o Brexit.

  • Albert II, pai do atual rei da Bélgica, terá que se submeter a um teste de DNA nos próximos três meses. A ordem foi dada por um tribunal onde decorre um proceso de averiguação de paternidade de Delphine Boël, alegada filha ilegítima do monarca, que reinou até 2013.

  • A Comissão Europeia apresentou as condolência à família de Kateryna Handzyuk. A ativista anti-corrupção ucraniana morreu no domingo, vítima dos ferimentos causados por um ataque com ácido, há três meses. O executivo comunitário pede às autoridades de Kiev para levarem os responsáveis perante a justiça o mais rapidamente possivel, sendo que estão detidos cinco suspeitos.