EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Manifestantes recordam ativista ucraniana

Manifestantes recordam ativista ucraniana
Direitos de autor 
De  Joao Duarte Ferreira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ativista anti-corrupção havia sido alvo de um ataque com ácido no fim de julho

PUBLICIDADE

Centenas de pessoas juntaram-se no exterior do ministério ucraniano do Interior após o anúncio da morte da ativista anti-corrupção atacada com ácido há três meses.

Kateryna Handziuk morreu no domingo no hospital onde estava a receber tratamento devido às queimaduras provocadas pelo ataque ocorrido a 31 de julho.

"O ataque contra Kateryna Handziuk pode ser visto como um ataque contra a sociedade civil. Recentemente registaram-se casos idênticos aos de Kateryna, isto não é um caso único. Por isso, este caso tem grande significado", afirma Aleksander Solontay, um analista político presente no evento.

As autoridades já detiveram cinco pessoas, incluindo o alegado assaltante. No entanto, ainda prosseguem as investigações para identificar a origem da ordem para a morte da ativista que era igualmente uma funcionária municipal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Breves de Bruxelas": Itália debaixo de fogo no Eurogrupo

Rússia e Ucrânia homenageiam vítimas de ataque na Crimeia

Ucrânia acusa Rússia de tentar matar jornalista