A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Centenário do armistício de 1918

Centenário do armistício de 1918
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Há cem anos, no dia 11 de novembro de 1918, o mundo assistia ao fim daquele que foi, até à época, o pior conflito da humanidade.

Aliados e Império Alemão assinavam em Compiègne, no norte de Paris, um cessar-fogo, marcando o Término da Grande Guerra, quatro anos após o seu início e que vitimou cerca de 10 milhões de pessoas.

O documento, onde os germânicos reconheceram a derrota, foi assinado assinado por volta das cinco da manhã. Em Paris, o líder do Governo francês, Georges Clemenceau, é aplaudido por uma multidão.

Na Alemanha, a capitulação vem com um sentimento de humilhação, agravado com a assinatura do tratado de paz de Versalhes.

De acordo com alguns historiadores, foi esse sentimento de revolta e de humilhação que, algumas décadas depois, levou à ascensão do nazismo e por consequência à Segunda Guerra Mundial.