Última hora

Última hora

"Estado da União": Centro-direita europeia escolhe Manfred Weber como candidato

Em leitura:

"Estado da União": Centro-direita europeia escolhe Manfred Weber como candidato

"Estado da União": Centro-direita europeia escolhe Manfred Weber como candidato
Tamanho do texto Aa Aa

O eurodeputado alemão Manfred Weber foi o escolhido pelos partidos de centro-direita europeus sob a égide do Partido Popular Europeu.

Agora ele é um dos candidatos a um dos cargos mais influentes no seio da União Europeia.

E mesmo a ovelha negra da família, na pessoa do primeiro-ministro húngaro Victor Orbán, votou nele.

Este é o tema que abre esta edição do "Estado da União", programa que passa em revista a atualidade europeia da semana.

Falamos ainda do rescaldo das intercalares norte-americanas que agitaram a paisagem política.

A vitória dos democratas na Câmara dos Representantes dá-lhes mais força no governo.

Agora já podem bloquear a agenda de Donald Trump e dificultar-lhe a vida recorrendo aos poderes de supervisão.

Aqui na Europa ninguém sabe ao certo o que é que isto significa.

De seguida lançamos um olhar sobre o que nos espera na semana 46:

Na segunda-feira, a Itália acolhe um encontro internacional destinado a encontrar formas de levar a paz à Líbia.

Em particular, estará em debate um plano para a realização de eleições nacionais em dezembro.

Na terça-feira é o final do prazo para Itália submeter um nova proposta orçamental em linha com as regras da União Europeia.

No mês passado, Roma e Bruxelas entraram em rota de colisão depois do orçamento italiano ter previsto um défice estrutural mais elevado do que as regras permitem.

Igualmente na terça-feira, a chanceler alemã, Angela Merkel, vai falar sobre o futuro da Europa no parlamento europeu em Estrasburgo.