A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Brexit: demissões em série no Governo britânico

Brexit: demissões em série no Governo britânico
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A ministra do Trabalho e Pensões britânica pediu a demissão. Foi o terceiro membro do Governo da primeira-ministra Theresa May a sair após a aprovação do rascunho do acordo para o brexit.

Esther McVey disse na sua conta do Twitter que o acordo preliminar assinado com Bruxelas "não honra os resultados do referendo".

O acordo "também não cumpre aos parâmetros" que Theresa May "expôs no início do seu mandato," escreveu McVey.

Segundo a ministra demissionária, o acordo preliminar assinado com a União Europeia também não cumpre com as promessas do Governo.

A ministra disse que o pacto com a UE significa que o Reino Unido vai entregar 44.200 milhões de euros na sua fatura de saída "por nada", e "vai prender o país a uma união aduaneira".

Demissões em série

McVey é a terceira ministra a anunciar a demissão, depois do ministro britânico com a tutela do brexit, Dominic Raab, e do ministro britânico para a Irlanda do Norte, o conservador Shailesh Vara.

Os media britânicos referem que 11 dos 18 membros do Governo que participaram no conselho de ministros que levou cinco horas para aprovar o documento criticaram o acordo.

O Governo aprovou na quarta-feira o rascunho de acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia.

May disse que foi encontrada com a União Europeia (UE) uma solução para evitar o regresso de uma fronteira física entre a Irlanda e a Irlanda do Norte.