Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Brexit: demissões em série no Governo britânico

Brexit: demissões em série no Governo britânico
Tamanho do texto Aa Aa

A ministra do Trabalho e Pensões britânica pediu a demissão. Foi o terceiro membro do Governo da primeira-ministra Theresa May a sair após a aprovação do rascunho do acordo para o brexit.

Esther McVey disse na sua conta do Twitter que o acordo preliminar assinado com Bruxelas "não honra os resultados do referendo".

O acordo "também não cumpre aos parâmetros" que Theresa May "expôs no início do seu mandato," escreveu McVey.

Segundo a ministra demissionária, o acordo preliminar assinado com a União Europeia também não cumpre com as promessas do Governo.

A ministra disse que o pacto com a UE significa que o Reino Unido vai entregar 44.200 milhões de euros na sua fatura de saída "por nada", e "vai prender o país a uma união aduaneira".

Demissões em série

McVey é a terceira ministra a anunciar a demissão, depois do ministro britânico com a tutela do brexit, Dominic Raab, e do ministro britânico para a Irlanda do Norte, o conservador Shailesh Vara.

Os media britânicos referem que 11 dos 18 membros do Governo que participaram no conselho de ministros que levou cinco horas para aprovar o documento criticaram o acordo.

O Governo aprovou na quarta-feira o rascunho de acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia.

May disse que foi encontrada com a União Europeia (UE) uma solução para evitar o regresso de uma fronteira física entre a Irlanda e a Irlanda do Norte.