A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Festival de Cinema de Tessalónica

Festival de Cinema de Tessalónica
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O fotógrafo britânico Richard Billingham ganhou o "Alexandre de Ouro", o principal prémio do festival com “Ray & Liz”. O filme é um retrato inquietante de uma família que mora nos arredores de Birmingham, nos anos 80, uma era de austeridade.

Mais de 80 mil pessoas participaram nos eventos deste ano e a maioria das exibições ficou esgotada. A seleção do programa da competição internacional foi feito tendo em conta o tema da “Caridade Romana”.

Com base neste conceito, o festival convidou jovens artistas gregos a verem os filmes da competição internacional e a criar obras originais para cada um dos filmes.

Para Orestis Andreadakis, Diretor do festival, o objetivo é a convergência das artes.

“Pelo segundo ano consecutivo, decidimos organizar esta exposição com obras de 15 jovens artistas gregos. Cada um deles foi inspirado por um dos filmes do programa da competição internacional. Acreditamos que o cinema não é apenas cinema. As obras de arte devem interagir umas com as outras. Os artistas devem inspirar-se uns aos outros e estar em um diálogo constante e criativo”.

O “cinema queer” grego foi um dos destaques do festival. Uma seleção de 38 curtas e longas, desde o final da década de 60 até à atualidade, mostraram um capítulo menos conhecido na história do cinema grego.

O festival de Tessalónica homenageou a dupla artística chilena “Cristobal León e Joaquim Cociña”, através de uma viagem alucinante ao surreal com filmes experimentais a negro ou em stop-motion.

As obras desta dupla são exibidas em museus e bienais.