Governo de Macron mantém rumo face aos protestos

Governo de Macron mantém rumo face aos protestos
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O primeiro-ministro Édouard Philippe sublinhou que as reformas são para manter apesar da contestação popular face à subida do preço dos combustíveis. Além do agravamento dos impostos sobre o gasóleo, em particular, os manifestantes queixam-se da quebra do poder de compra

PUBLICIDADE

Pelo segundo dia consecutivo, os franceses voltaram à rua para participar nas manifestações dos “coletes amarelos”.

Mais de 280 mil pessoas aderiram aos protestos deste fim de semana. Uma pessoa morreu atropelada e mais de 400 ficaram feridas. A subida do preço dos combustíveis esteve na origem deste movimento que contesta agora a precariedade das condições de vida no país

O protesto dos coletes amarelos está a ser aproveitado pelos partidos da oposição que pedem uma resposta do governo.

Este domingo, o primeiro-ministro, Edouard Philippe, comentou a mobilização social.

Eu ouço o que dizem os franceses. É bastante claro. O movimento dos “coletes amarelos” exprimiu-se de forma muito clara. No entanto, acredito que se um governo estivesse sempre a mudar de política ao ritmo das dificuldades faria o que fizeram demasiados governos no passado e não conduziria o país para onde deve ser reconduzido.

O governo de Emmanuel Macron continua irredutível.

Os coletes amarelos, o movimento autónomo que cresceu nas redes sociais, promete continuar os protestos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Macron na Bélgica com a Europa no coração

Agricultores franceses mantêm protestos apesar de novas medidas do governo

Agricultores franceses bloqueiam acessos a Paris e prometem semana difícil ao governo