Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Sánchez: "Sem acordo sobre Gibraltar, não há voto favorável ao Brexit"

Sánchez: "Sem acordo sobre Gibraltar, não há voto favorável ao Brexit"
Tamanho do texto Aa Aa

Mais do que um rochedo, Gibraltar está a revelar-se uma pedra no sapato para o Brexit e pode mesmo vir a travar a saída do Reino Unido da União Europeia. O presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez disse que sem acordo sobre o território, não há há voto favorável de Espanha em relação ao Brexit. Numa conferência promovida pela revista The Economist, Sánchez frisou que Gibraltar não é propriedade do Reino Unido.

"Gibraltar não pertence ao Reino Unido. É representado pelo Reino Unido, mas não é propriedade dele. Por isso nós, como país, não podemos deixar que o que se venha a passar com Gibrtaltar dependa de uma negociação entre o Reino Unido e a União Europeia. Terá de ser algo definido, acordado e negociado entre o Reino Unido e Espanha. Nas últimas 72 horas, isso não foi garantido nem no acordo de retirada nem na declaração futura. Por isso, lamento dizer que um governo pró-europeu como é o governo de Espanha vai votar contra o Brexit, se não houver mudanças. Em segundo lugar, se um governo pró-europeu como o nosso se encontra nesta situação, é porque alguém em Bruxelas não fez devidamente o seu trabalho", disse Sánchez.

Espanha nunca renunciou a recuperar Gibraltar, que cedeu ao Reino Unido no tratado de Utrecht em 1713. Hoje, o território continua a suscitar paixões. No referendo ao Brexit, 96% da população votou a favor da permanência na União Europeia.