Última hora

Em um ano, Amazónia perde área equivalente a cinco vezes São Paulo

Em um ano, Amazónia perde área equivalente a cinco vezes São Paulo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A floresta amazónica não sofria uma razia tão grande há mais de dez anos. Entre os meses de julho de 2017 e 2018, foi perdida uma área florestal do tamanho de cinco vezes a cidade de São Paulo, um aumento de 13% em relação ao ano anterior, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Embora longe dos valores do início da década passada, os dados divulgados pelo governo brasileiro, apoiados em imagens de satélite, mostram que a maior floresta tropical do mundo perdeu 7900 quilómetros quadrados, ou seja, um milhão de campos de futebol.

A exploração ilegal de madeira e o alargamento das terras agrícolas são as razões apontadas para este aumento na desflorestação.

Os Estados do Pará e do Mato Grosso foram os que mais contribuíram. O Mato Grosso é o principal produtor de cereais e maior responsável pelo aumento das exportações de soja do Brasil.

A filial brasileira da Greenpeace aponta o dedo ao governo de Brasília, por não ter tomado as medidas necessárias para evitar esta situação, e diz temer que a chegada de Jair Bolsonaro ao poder venha piorar as coisas. O presidente eleito promete mais desregulação e acabar com as terras reservadas aos indígenas. Já o projeto de fundir os ministérios da Agricultura e do Ambiente parece posto de parte.

Foto: Greenpeace

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.