A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Coletes amarelos": protesto estende-se a toda a França

"Coletes amarelos": protesto estende-se a toda a França
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos dos "coletes amarelos" ocorreram, este sábado, um pouco por toda a França.

Por todo o país, estradas foram cortadas, assim como o acesso a centros comerciais, fábricas e bombas de combustíveis.

No sul de França, junto da fronteira com a Itália, centenas de automóveis e camiões foram impedidos de seguir marcha.

"Estamos aqui e não temos nada para comer. Estamos aqui bloqueados há quatro horas. Não há polícias, nada. Isto é inacreditável", reclama um camionista francês.

Impedidos de seguir viagem, alguns camionistas mostraram-se solidários com a luta dos franceses... Os contestatários prometem não parar até verem as reivindicações satisfeitas.

"Os impostos são muito pesados. O nosso futuro que não está mais definido, e isso coloca em risco o futuro dos nossos filhos, os nossos salários, os nossos projetos, as nossas reformas... Como em toda a Europa. Creio que é a hora de agir, sem violência até podermos", afirma um dos manifestantes.

A luta contra o aumento do custo de vida, em França, tem reunido apoio. Em Marselha, uma corporação de bombeiros saiu, também, para a rua e juntou-se às manifestações dos "coletes amarelos".