Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Manifestações anti-G20 em Buenos Aires

Manifestações anti-G20 em Buenos Aires
Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de milhares de manifestantes marcharam pelas ruas Buenos Aires, sexta-feira, sob um forte dispositivo de segurança.

Uma área de 12 quilómetros quadrados foi isolada com policiais, guarda costeira e membros da patrulha de fronteiras.

No total, 25 mil agentes da autoridade foram enviados para a cidade para fazer face a qualquer caso de violência à margem da cimeira do G20.

Os manifestantes foram mantidos bem longe dos líderes mundiais.

Entre os manifestantes reinava um ambiente de protesto contra o que consideram como "fórum antidemocrático" e "responsável pela crise sistémica".

"Estamos aqui para repudiar a presença deste fórum antidemocrático e ilegítimo que se reúne todos os anos, que decide em nosso nome e é responsável pela crise sistémica que estamos a viver em todo o mundo," afirmou a ativista da ONG Attac France, Marta Music.

"Eles não trazem nenhum benefício para nós. Eles vêm especular, nada mais. É simplesmente isso," considerou o manifestante Cesar Paolucci.

A cimeira acontece num momento em que a Argentina passa por um período difícil com a inflação em torno de 40%, enquanto a economia contrai.