Última hora

Última hora

Kent votou a favor do Brexit mas teme o caos

Kent votou a favor do Brexit mas teme o caos
Tamanho do texto Aa Aa

O condado de Kent, no sudeste da Inglaterra, é um ponto estratégico nas rotas comerciais que cruzam o Canal da Mancha. Aqui situa-se o porto de Dover, que faz com que 10 mil camiões cruzem a cidade todos os dias, num intercâmbio comercial de 140 mil milhões de euros anuais.

Kent votou a favor do Brexit, mas a reintrodução dos controlos fronteiriços provocaria engarrafamentos gigantescos.

O Conselho Regional avisa que o caos nos portos de Kent vai custar 1.75 mil milhões de libras por semana.

"Em 2015, tivemos duas semanas de perturbações massivas, quando os controlos fronteiriços deixaram de funcionar em Calais. Houve requerentes de asilo a correr pela linha ferroviária e a provocarem o caos quer do lado francês, quer nos portos de Dover e Folkestone. Isso provocou o caos na economia nacional e na rede de estradas de Kent. Queremos tentar ter um plano para eventualidades que possam ocorrer não só com o Brexit, mas com uma perturbação nos portos no futuro", realça Paul Carter, líder do Conselho.

O relatório de 17 páginas, que detalha o plano de contingência de Kent no caso de não haver um acordo, pinta um retrato bastante sombrio do impacto potencial nos serviços locais. Até 10 mil camiões por dia podem ficar retidos em Kent. O tráfego resultante pode paralisar tudo, desde os exames escolares à recolha de lixo.

Enquanto os políticos se enfrentam por causa do Brexit, as pessoas de Kent parecem saber o que querem.

"Chamo-me Maureen Johnson e votei a favor do Brexit. Não quero outro referendo. Isso não seria justo. Eles devem seguir em frente e fazerem o que devem fazer. Tirem-nos de lá e não deixei mais imigrantes entrar, porque já estamos superlotados. É inacreditável!", diz uma habitante de Kent.

"Chamo-me Andrew Aymes, sou engenheiro, e votei "ficar". Como país, estamos à espera desde o referendo que alguém tome uma decisão, mas temos andado às voltas de maneira descontrolada e economicamente não penso que o país possa avançar até ser tomada uma decisão. E já votamos para sair", afirma outro residente.

Kent, como o resto do Reino Unido, esperam para ver os desenvolvimentos dos próximos capítulos desta telenovela do Brexit.