A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

O "emplastro" britânico que quer parar o Brexit

O "emplastro" britânico que quer parar o Brexit
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Quem passa pelo parlamento britânico já está habituado a ouvir a frase, em gritos "Parem o Brexit". Steve Bray, um homem de 49 anos, decidiu fazer da sua casa os arredores do parlamento britânico. Protesta todos os dias contra o Brexit, usando a voz e cartazes que o próprio faz.

"Quero que as pessoas em todas as cidades e aldeias vejam a balbúrdia que estamos a enfrentar."

Steve Bray Manifestante anti-Brexit

Além de ser uma voz contra a saída do Reino Unido da União Europeia, é já também uma cara. Literalmente uma cara, até porque em qualquer emissão televisiva que aconteça à porta do parlamento, lá está ele, com o já famoso cartaz contra o Brexit.

"Quero que as pessoas pensem e vejam. Nem toda a gente tem internet. Quero que as pessoas em todas as cidades e aldeias vejam a balbúrdia que estamos a enfrentar. Nós não temos de enfrentar o Brexit, podemos pará-lo.", disse aos jornalistas.

Reuters

Nos últimos 15 meses, o galês assumiu a missão de protestar, durante todos os dias, das 10h às 18h, para certificar que a mensagem seja transmitida, mesmo que isso implique entrar em transmissões em direto. O que, por vezes, significa saltar cercas com seguranças.

Os repórteres políticos, trabalhadores locais e membros do parlamento já o conhecem e já há quem tire fotografias com ele.

Bray fez uma pausa no seu trabalho como numismático - colecionador de moedas - e agora vive da forma "mais barata possível", com as ofertas diárias que recebe, como bebidas quentes, comida e alojamento sem renda.