Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

O "emplastro" britânico que quer parar o Brexit

O "emplastro" britânico que quer parar o Brexit
Tamanho do texto Aa Aa

Quem passa pelo parlamento britânico já está habituado a ouvir a frase, em gritos "Parem o Brexit". Steve Bray, um homem de 49 anos, decidiu fazer da sua casa os arredores do parlamento britânico. Protesta todos os dias contra o Brexit, usando a voz e cartazes que o próprio faz.

"Quero que as pessoas em todas as cidades e aldeias vejam a balbúrdia que estamos a enfrentar."

Steve Bray Manifestante anti-Brexit

Além de ser uma voz contra a saída do Reino Unido da União Europeia, é já também uma cara. Literalmente uma cara, até porque em qualquer emissão televisiva que aconteça à porta do parlamento, lá está ele, com o já famoso cartaz contra o Brexit.

"Quero que as pessoas pensem e vejam. Nem toda a gente tem internet. Quero que as pessoas em todas as cidades e aldeias vejam a balbúrdia que estamos a enfrentar. Nós não temos de enfrentar o Brexit, podemos pará-lo.", disse aos jornalistas.

Reuters

Nos últimos 15 meses, o galês assumiu a missão de protestar, durante todos os dias, das 10h às 18h, para certificar que a mensagem seja transmitida, mesmo que isso implique entrar em transmissões em direto. O que, por vezes, significa saltar cercas com seguranças.

Os repórteres políticos, trabalhadores locais e membros do parlamento já o conhecem e já há quem tire fotografias com ele.

Bray fez uma pausa no seu trabalho como numismático - colecionador de moedas - e agora vive da forma "mais barata possível", com as ofertas diárias que recebe, como bebidas quentes, comida e alojamento sem renda.