Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Cessar-fogo em Hodeida no Iémen

Cessar-fogo em Hodeida no Iémen
Tamanho do texto Aa Aa

As armas vão silenciar-se no Iémen. Governo e rebeldes houtis forjaram um acordo de cessar-fogo inédito para a cidade portuária de Hodeida e haverá mesmo uma retirada das forças beligerantes com a presença dos capacetes azuis das Nações Unidas.

Um aperto de mãos que reabre a esperança de um dia a sangrenta guerra ter um fim.

O secretário-geral das Nações Unidas envolveu-se pessoalmente nas negociações na Suécia

"É um passo muito importante para o processo de paz, concordaram em empenhar-se nas negociações para um enquadramento negocial no próximo encontro. Esse é um elemento crítico para um compromisso político futuro com vista o fim do conflito. Com base no vosso empenho construtivo aqui na Suécia nós temos agora um melhor conhecimento das facções. E também concordaram encontrar-se novamente para debater mais no final de janeiro na próxima ronda de negociações", declarou António Guterres.

Controlada pelos rebeldes Houtis, Hodeida é uma cidade portuária fulcral para o abastecimento do país com bens essenciais e de primeira necessidade, de auxilio a crianças, mulheres e homens inocentes, literalmente a morrerem de fome, num país vítima da pior catástrofe humanitária da atualidade, segundo a ONU.

Um acordo é um de vários entendimentos forjados na Suécia, um pequeno passo para que a paz coloque o ponto final num conflito que já terá feito 80 mil mortos e mais de 3 milhões de refugiados.