Última hora

Última hora

Cessar-fogo em Hodeida no Iémen

Cessar-fogo em Hodeida no Iémen
Tamanho do texto Aa Aa

As armas vão silenciar-se no Iémen. Governo e rebeldes houtis forjaram um acordo de cessar-fogo inédito para a cidade portuária de Hodeida e haverá mesmo uma retirada das forças beligerantes com a presença dos capacetes azuis das Nações Unidas.

Um aperto de mãos que reabre a esperança de um dia a sangrenta guerra ter um fim.

O secretário-geral das Nações Unidas envolveu-se pessoalmente nas negociações na Suécia

"É um passo muito importante para o processo de paz, concordaram em empenhar-se nas negociações para um enquadramento negocial no próximo encontro. Esse é um elemento crítico para um compromisso político futuro com vista o fim do conflito. Com base no vosso empenho construtivo aqui na Suécia nós temos agora um melhor conhecimento das facções. E também concordaram encontrar-se novamente para debater mais no final de janeiro na próxima ronda de negociações", declarou António Guterres.

Controlada pelos rebeldes Houtis, Hodeida é uma cidade portuária fulcral para o abastecimento do país com bens essenciais e de primeira necessidade, de auxilio a crianças, mulheres e homens inocentes, literalmente a morrerem de fome, num país vítima da pior catástrofe humanitária da atualidade, segundo a ONU.

Um acordo é um de vários entendimentos forjados na Suécia, um pequeno passo para que a paz coloque o ponto final num conflito que já terá feito 80 mil mortos e mais de 3 milhões de refugiados.