Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Brasil entre os melhores do World Judo Masters 2018

Brasil entre os melhores do World Judo Masters 2018
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Guangzhou, na China, recebe o World Judo Masters deste ano. No primeiro dia da prova abundou o judo de alta qualidade.

Foi na competição feminina, em -63kg, que surgiu a nossa "Mulher do dia", a campeã mundial Clarisse Agbegnenou, da França.

A semifinal foi uma repetição da final do campeonato mundial. Agbegnenou derrotou novamente a japonesa Tashiro Miku, desta vez com um rápido shime waza.

A final não foi menos impressionante. Frente à judoca japonesa que é número 3 do mundo, Nabekura Nami, a francesa aproveitou um erro no ponto de ouro, fez Osae Komi, e terminou o ano como a rainha indiscutível de Judo.

“São duas judocas muito diferentes. Apanhei uma na semifinal e outra na final, elas têm estilos diferentes. Mas, de qualquer forma, são japonesas. Então, sabemos que será uma luta muito difícil. Mas, na verdade, é bom porque eu sabia que seria uma luta difícil com duas judocas muito diferentes. Mas eu ganhei a ambas em newaza. Foi muito louco! Novamente frente a japonesas, nunca tinha imaginado tal coisa," revelou a judoca Clarisse Agbegnenou

A categoria de -73 kg produziu o nosso "Homem do dia", Rustam Orujov, do Azerbaijão, que derrotou o recém-coroado campeão mundial An Chang-rim, da Coreia, com sumi gaeshi para wazari no final de um confronto entre os semifinalistas.

“Acho que o An Chang-rim é um dos judocas mais fortes do mundo. Preparei-me para hoje, para este combate. Hoje senti-me muito bem, é por isso que ganhei.* afirmou o judoca Rustam Orujov.

Na final, Orujov enfrentou o canadiano Arthur Margelidon. Um sutemi waza foi o único fator de diferenciação num combate muito renhido onde Orujov acabou por conquistar o ouro.

A kosovar Distria Krasniqi revelou autoridade na categoria de -48kg com uma vitória decisiva na final contra a ex-campeã mundial Kondo Ami, do Japão. Com um lindo Osoto gari terminou o combate em menos de 15 segundos.

Em -60 Kg, o título foi arrecadado pelo russo Robert Mshvidobadze que bateu Amiran Papinashvili, da Geórgia. O brasileiro Eric Takabatake foi quinto classificado.

Em -52 kg, a japonesa Tsunoda Natsumi bateu a francesa Amandine Buchard, ex-número 1 do mundo, com um brilhante sumi gaeshi combinado com o tomoe-nage.

Maruyama Joshiro foi espetacular ao conquistar o ouro em -66kg ao bater o israelita Baruch Shmailov. Na categoria, o quinto lugar foi conquistado pelo brasileiro Daniel Cargnin.

A campeã mundial Yoshida Tsukasa também esteve em forma, arrecadou o ouro ao bater a kosovar Nora Gjakova na final de -57 Kg. A judoca brasileira Rafaela Silva foi quinta classificada.