EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Brasil entre os melhores do World Judo Masters 2018

Brasil entre os melhores do World Judo Masters 2018
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Rafaela Silva, Daniel Cargnin e Eric Takabatake foram os judocas brasileiros em destaque no primeiro dia de competição na China.

PUBLICIDADE

A cidade de Guangzhou, na China, recebe o World Judo Masters deste ano. No primeiro dia da prova abundou o judo de alta qualidade.

Foi na competição feminina, em -63kg, que surgiu a nossa "Mulher do dia", a campeã mundial Clarisse Agbegnenou, da França.

A semifinal foi uma repetição da final do campeonato mundial. Agbegnenou derrotou novamente a japonesa Tashiro Miku, desta vez com um rápido shime waza.

A final não foi menos impressionante. Frente à judoca japonesa que é número 3 do mundo, Nabekura Nami, a francesa aproveitou um erro no ponto de ouro, fez Osae Komi, e terminou o ano como a rainha indiscutível de Judo.

“São duas judocas muito diferentes. Apanhei uma na semifinal e outra na final, elas têm estilos diferentes. Mas, de qualquer forma, são japonesas. Então, sabemos que será uma luta muito difícil. Mas, na verdade, é bom porque eu sabia que seria uma luta difícil com duas judocas muito diferentes. Mas eu ganhei a ambas em newaza. Foi muito louco! Novamente frente a japonesas, nunca tinha imaginado tal coisa," revelou a judoca Clarisse Agbegnenou

A categoria de -73 kg produziu o nosso "Homem do dia", Rustam Orujov, do Azerbaijão, que derrotou o recém-coroado campeão mundial An Chang-rim, da Coreia, com sumi gaeshi para wazari no final de um confronto entre os semifinalistas.

“Acho que o An Chang-rim é um dos judocas mais fortes do mundo. Preparei-me para hoje, para este combate. Hoje senti-me muito bem, é por isso que ganhei.* afirmou o judoca Rustam Orujov.

Na final, Orujov enfrentou o canadiano Arthur Margelidon. Um sutemi waza foi o único fator de diferenciação num combate muito renhido onde Orujov acabou por conquistar o ouro.

A kosovar Distria Krasniqi revelou autoridade na categoria de -48kg com uma vitória decisiva na final contra a ex-campeã mundial Kondo Ami, do Japão. Com um lindo Osoto gari terminou o combate em menos de 15 segundos.

Em -60 Kg, o título foi arrecadado pelo russo Robert Mshvidobadze que bateu Amiran Papinashvili, da Geórgia. O brasileiro Eric Takabatake foi quinto classificado.

Em -52 kg, a japonesa Tsunoda Natsumi bateu a francesa Amandine Buchard, ex-número 1 do mundo, com um brilhante sumi gaeshi combinado com o tomoe-nage.

Maruyama Joshiro foi espetacular ao conquistar o ouro em -66kg ao bater o israelita Baruch Shmailov. Na categoria, o quinto lugar foi conquistado pelo brasileiro Daniel Cargnin.

A campeã mundial Yoshida Tsukasa também esteve em forma, arrecadou o ouro ao bater a kosovar Nora Gjakova na final de -57 Kg. A judoca brasileira Rafaela Silva foi quinta classificada.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pesos pesados dominam em Abu Dhabi

Pinot, Wagner e Tajima conquistam títulos mundiais

Terceiro título mundial para Grigalashvili e surpresa em -63 quilos