Última hora

Última hora

Trump visita fronteira sem solução para o "shutdown"

Trump visita fronteira sem solução para o "shutdown"
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump desloca-se hoje à fronteira com o México para defender o polémico projeto do muro de separação que está a alimentar a discórdia nas negociações para pôr fim à paralisação parcial do governo dos Estados Unidos, que dura há quase três semanas.

Ontem, o presidente norte-americano abandonou o encontro com os líderes democratas do Congresso, classificando as discussões de uma "perda total de tempo". Trump quer um compromisso claro para o financiamento da barreira de separação com México.

A líder democrata da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, explicou que, em consequência do "shutdown", "os trabalhadores federais não vão receber os salários, o que tem um significado trágico nas suas vidas, em termos dos créditos, hipotecas, rendas, prestações dos carros, pagamentos dos estudos dos filhos e tudo o resto. E o presidente parece insensível face a isso".

Enquanto dura a paralisação parcial, cerca de 800.000 funcionários públicos estão sem receber salários e museus, parques nacionais e outras instituições públicas estão fechadas. E o recorde do mais longo "shutdown" da história do país pode cair em breve: 21 dias, em 1996, durante o mandato de Bill Clinton.