Última hora

Última hora

Macau propõe uso da moeda chinesa nas transações com Moçambique

Macau propõe uso da moeda chinesa nas transações com Moçambique
Tamanho do texto Aa Aa

A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) e o Banco Nacional Ultramarino de Macau defenderam em Maputo a utilização da moeda chinesa, o renmimbi (RMB), como alternativa para transações comerciais com Moçambique.

"Viemos aqui promover a utilização do RMB (nome da moeda oficial da China) em Moçambique para utilizarem o RMB como moeda preferencial", disse Sam Tou, diretor executivo do Banco Nacional Ultramarino (BNU).

Tou falava em Maputo, à margem de uma reunião com a Confederação das Associações Económicas (CTA) de Moçambique, maior entidade patronal moçambicana.

O uso do RMB vai conferir eficiência nos pagamentos entre Macau e Moçambique, declarou.

"O RMB está em franco crescimento e progressivamente mais forte", justificou o diretor-executivo do banco.

A AMCM soube que Moçambique tem projetos governamentais, entretanto "espera que no setor privado se possa vir a utilizar o RMB como moeda preferencial".

Por seu turno, José Caldeira, do conselho diretivo da CTA, afirmou que haverá benefícios no recurso ao RMB como alternativa para transações financeiras com a China.

"Há muito apetite de investimentos nas áreas do agronegócio, mineira e do gás", afirmou.