A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Alemães podem deixar Huawei fora do 5G

Alemães podem deixar Huawei fora do 5G
Direitos de autor
REUTERS/Aly Song
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha pondera travar o gigante tecnológico Huawei. O cenário estará a ser debatido no governo de Angela Merkel. É uma informação avançada pelo jornal económico Handelsblatt.

A Alemanha juntar-se-ia aos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia, que já baniram tecnologia da marca chinesa nas redes 5G, a próxima geração de ligações de dados móveis. Canadá e Reino Unido ponderam fazer o mesmo.

Os receios são de que o governo chinês esteja a a usar a Huawei como um entreposto de espionagem ao mais alto nível. Empresa e executivo de Pequim desmentem.

Publicamente, o ministro alemão do Interior tem sido contra a proibição de fornecedores específicos às redes 5G. Em cima da mesa parece agora estar um protocolo de segurança que, por inerência, deixará a empresa chinesa de fora.

O assunto já ultrapassou a barreira das polémicas comerciais e incendiou os palcos diplomáticos. Esta quinta-feira, o embaixador da China no Canadá avisou que um embargo à Huawei iria ter consequências.