Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Cabanas e prédios vazios para alojar os deslocados na Etiópia

Cabanas e prédios vazios para alojar os deslocados na Etiópia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Três milhões de pessoas foram obrigadas a abandonar as casas na Etiópia devido aos conflitos interétnicos. Mais de um milhão vem da região de Oromia.

A euronews visitou a cidade de Deder, onde vivem cerca de oito mil pessoas alojadas em cabanas e prédios vazios em vários pontos da cidade. Entre as pessoas deslocadas, há etíopes e somalis.

"Em Jijiga éramos pequenos comerciantes, depois de termos sido deportados, perdemos todos os recursos. Gostaríamos de abrir um negócio aqui e construir uma casa como deve ser", contou uma mulher entrevistada pela euronews.

"Perdi tudo quando vim para aqui. Não tenho nada para o meu futuro. Não tenho dinheiro, nem negócio, nem recursos. Não consigo fazer nada nem planear a minha a vida", relatou um homem. As famílias mais vulneráveis vivem em cabanas, mas, a maioria dos deslocados vive em prédios vazios disponibilizados pelas autoridades locais.

A agência das Nações Unidas para as Migrações encontra-se em Deder para avaliar a situação.