Jovens atletas entre os mortos no incêndio no Flamengo

Jovens atletas entre os mortos no incêndio no Flamengo
Direitos de autor REUTERS/Ricardo Moraes
Direitos de autor REUTERS/Ricardo Moraes
De  Rodrigo Barbosa com Lusa / AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Incêndio no centro de treinos do Flamengo, no Rio de Janeiro, fez pelo menos dez mortos, incluindo vários jovens atletas. Multiplicam-se as reações de pesar no mundo do futebol brasileiro

PUBLICIDADE

Multiplicam-se as reações de pesar depois do incêndio no centro de treinos do clube de futebol Flamengo, no Rio de Janeiro, que fez pelo menos dez mortos e três feridos, dois dos quais se encontram hospitalizados em estado grave.

As causas da tragédia ainda estão por apurar e a maioria das vítimas ainda não foi identificada, mas sabe-se que as chamas devastaram durante a madrugada desta sexta-feira uma secção do complexo desportivo onde estavam alojados atletas com idades entre os 14 e 17 anos. 

Uma das vítimas mortais já identificada é o guarda-redes Christian Esmério, de 15 anos, considerado uma das grandes promessas do clube e uma futura esperança da seleção brasileira. 

Entre os mortos haverá seis atletas e quatro funcionários do Flamengo, segundo informações iniciais.

O governador Wilson Witzel transmitiu condolências nas redes sociais e disse esperar uma "investigação minuciosa", decretando ainda um luto oficial de três dias.

Vários clubes rivais também reagiram à tragédia com sentimentos de pesar, bem como alguns dos grandes nomes do futebol brasileiro. 

A nova estrela do Real Madrid, Vinicius Junior, exprimiu no Twitter tristeza e transmitiu uma mensagem de força para os sobreviventes e familiares. Neymar Junior também transmitiu sentimentos, republicando a imagem de luto do Flamengo.

View this post on Instagram

Meus sentimentos ???

A post shared by EneJota ?? ? neymarjr (@neymarjr) on

A polícia já abriu um inquérito. Conhecido como o "Ninho do Urubu", o centro de treinos do clube brasileiro foi alvo de uma reforma recente, com a inauguração de um novo módulo em novembro do ano passado, estando inclusivé prevista a posterior demolição da ala atingida pelo incêndio.

Editor de vídeo • Rodrigo Barbosa

Outras fontes • Folha São Paulo

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Incêndio em Hospital no Rio de Janeiro faz 11 mortos

Rio de Janeiro chora as vítimas da tragédia do Flamengo

Antigo chefe do exército brasileiro ameçou prender Bolsonaro se insistisse com golpe de Estado