Irão celebra aniversário da Revolução Islâmica

Irão celebra aniversário da Revolução Islâmica
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de milhares de pessoas desfilaram nas ruas de Teerão e das principais cidades iranianas para celebrar os 40 anos da Revolução Islâmica.

O principal palco das comemorações foi a Praça Azadi (que em persa significa Liberdade), no centro da capital do país.

Os Estados Unidos e a administração Trump foram o principal alvo dos cartazes e do discurso do presidente, Hassan Rohan.

_"Para fabricar todos os tipos de mísseis antitanque e defesa antiaérea, todos os tipos de mísseis terra-mar, mar-mar, ar-ar e todos os tipos de mísseis de superfície não temos e não vamos pedir permissão a ninguém. Vamos continuar o nosso caminho e com o nosso poder militar". _

Apesar das sanções do Ocidente, a maioria dos iranianos garante que não mudava a história das últimas décadas.

No dia 11 de fevereiro de 1979 terminou o reinado do Xá da Pérsia. Desde aí a hostilidade face ao Ocidente, principalmente aos Estados Unidos, instalou-se no país.

A Revolução Islâmica deixou herdeiros e continua acesa 40 anos depois.